Dicas para estudar melhor para os concursos públicos

Postado em 15 ago 2017
Comentário: Off
Tag:

Grande parte das vezes, quando estamos estudando, nos damos conta de que nosso pensamento não está naquilo que deveria. O pensamento voa, e a gente nem se dá conta disso. O que acontece? Onde foi parar a concentração?

Quando estamos estudando, principalmente para concursos públicos, precisamos ter a atenção voltada exclusivamente para o aprendizado, para reter a matéria que estamos aprendendo. Para quem se pega viajando no pensamento, nada melhor do que aprender alguns truques para amarrar a concentração, ligar-se naquilo que está fazendo e esquecer o mundo em volta.

Vamos ver alguns desses truques que podemos usar, principalmente quando o assunto é concurso público, que exige de você mais do que concentração:

1.     Fique atento ao que está fazendo, não se ligue em distrações

Quando estiver estudando, volte-se para o que está fazendo. E isso quer dizer que o celular deve ser deixado de lado, em qualquer outro lugar que não perto de você, desligado, de preferência para que seu toque, mesmo distante, não seja um motivo para você se distrair.

Se estiver estudando sozinho, procure um lugar onde não seja incomodado, feche a porta e deixe um recado: não incomode. Avise as pessoas de sua casa que você vai estudar e que não há motivo algum para que seja interrompido.

Caso esteja no computador, evite conferir caixa postal, redes sociais ou qualquer site que não seja referente ao concurso público para o qual está estudando. Qualquer coisa que possa tirar a sua atenção do estudo irá fazer você perder tempo e vai exigir também que você se concentre novamente, que revise a matéria que está lendo.

2.     Procure um ambiente tranquilo e adequado

Como falamos em estudo em casa no item acima, analise bem o ambiente em que está estudando. Você sabe que matérias para concurso público são bem aprofundadas e precisam de um ambiente tranquilo para manter a concentração.

O local deve ter luminosidade apropriada para não forçar sua visão, sem barulhos que possam tirar a sua atenção e você precisa até mesmo ficar distante de uma janela. Pense que sua concentração é importante e qualquer coisa que possa tirar você desse estado irá fazer com que perca tempo e energia.

Se você não tiver um espaço assim em sua casa, o ideal é procurar uma biblioteca pública, onde é exigido o silêncio e onde existe um clima mais apropriado para concentrar-se no que está estudando.

3.     Faça pausas necessárias de tempos em tempos

Não force o seu cérebro em demasia. A concentração é necessária para o aprendizado, mas a pausa também é para não forçar o cérebro. Utilize o espaço de uma hora para isso, ou seja, estude durante 50 minutos e descanse 10. Enquanto descansa, relaxe o corpo, ande um pouco, faça alongamentos, respire profundamente.

Isso é importante para seu estado mental. Se você fica muito tempo debruçado sobre os livros, seu cérebro irá se cansar e, adeus concentração! Pense que o tempo estabelecido para aulas, tanto nos colégios como nas universidades, tem razão para ser, respeitam um determinado limite para que seja possível assimilar o que está aprendendo.

4.     Cuide da sua postura

Não se estuda corretamente se você não mantiver a postura correta para isso. Você deve estar sentado, com a coluna no lugar, o corpo ereto, joelho dobrado a 90 graus, sem forçar qualquer músculo. Para manter a concentração, o corpo precisa estar relaxado, não o cérebro.

Não fique deitado, seja no sofá ou na cama, ou relaxado numa poltrona. Isso vai acabar dando sono, e você não irá aproveitar o que está estudando.

5.     Aproveite seu próprio ritmo

Cada pessoa é mais ativa em um período do dia e nem todos são iguais. Há pessoas que aproveitam mais a manhã: são os matutinos. Outros, à tarde ou à noite, que são os vespertinos e noturnos. Você deve conhecer o seu ritmo biológico e aproveitá-lo.

Isso é um fato natural que você deve fazer trabalhar a seu favor, sabendo que nesse período em que está mais ativo, será mais fácil se concentrar.

Receba mais informações sobre concursos de Tribunais:

Sobre o autor